gtag('config', 'AW-744083149');
 

Blog

Saúde sempre em primeiro lugar

  • Dr Antonello

Novembro azul: cuidar da saúde é um ato de amor próprio

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer) estima-se que em 2020, surjam mais de 65 mil novos casos de câncer de próstata, demonstrando a alta incidência no país.

O diagnóstico precoce é a maneira ideal para diagnosticar a doença nas fases iniciais, o que aumenta as chances de cura do paciente.




Conforme o Especialista Dr Carlos Antonello, Cirurgião Geral e Oncológico, os principais sintomas do câncer de próstata, são: dificuldade de urinar; necessidade de urinar mais vezes durante a noite ou dia; fluxo urinário fraco ou interrompido; sensação de esvaziamento incompleto da bexiga. Em fases avançadas pode causar: dor óssea; insuficiência renal e; sangue na urina.


O especialista ressalta que a idade é um fator de risco importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos. Caso surjam alguns desses sintomas é indicado que o paciente busque seu urologista de confiança!


O diagnóstico do câncer da próstata pode ser identificado com a combinação de dois exames:

(1) dosagem de PSA: exame de sangue que avalia a quantidade do antígeno prostático específico.

(2) Toque retal: como a glândula adjacente ao reto, o exame permite ao médico palpar a próstata e perceber se há nódulos (caroços) ou tecidos endurecidos (possível estágio inicial da doença).


O toque é feito com o dedo protegido por luva lubrificada. É rápido e indolor, apesar de alguns homens relatarem incômodo e terem enorme resistência em realizar o exame. Nenhum dos dois exames têm 100% de precisão. Por isso, podem ser necessários exames complementares, como a biópsia com a retirada de amostras de tecido da glândula para análise.


Após o diagnóstico positivo da doença o profissional analisa o quadro do paciente e indica o melhor tratamento. É importante lembrar que o tratamento do câncer de próstata ou de qualquer outra doença, é realizado de forma individualizada analisando o quadro do paciente.Mas, caso o tumor ainda esteja localizado (só atingiu a próstata e não comprometeu outros órgãos), indica-se a realização de cirurgia ou radioterapia ou até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos.


Quando a doença já se encontra localmente avançada, indica-se a realização de radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal que vêm sendo utilizados. Para doença metastática (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é a terapia hormonal. Hábitos saudáveis são a melhor forma de prevenir o câncer de próstata.


Dr Antonello ressalta que inserir hábitos saudáveis na rotina são a chave para a prevenção do câncer de próstata, como por exemplo:


· Realizar exames preventivos e ter acompanhamento com o médico de confiança, principalmente para pacientes acima de 50 anos.

· Ter uma alimentação balanceada com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, aliada à uma ingestão menor de gordura, ajudam a diminuir o risco de câncer.

· Fazer atividades físicas ao menos 30 minutos por dia.

· Manter o peso adequado à altura (já que estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal elevado)

· Diminuir o consumo de álcool, e não fumar.