gtag('config', 'AW-744083149');
 

Blog

Saúde sempre em primeiro lugar

  • Dr Antonello

Hospital Unimed Vale do Sinos realiza importante procedimento para remoção de melanoma.

Cooperativa utiliza tecnologia do Gama Probe para localização exata do Linfonodo Sentinela

A Unimed Vale do Sinos realizou nesta sexta-feira, 27, um importante procedimento, utilizando o Gama Probe em paciente com melanoma. O Gama Probe é um instrumento de alta tecnologia que é composto por uma sonda que faz a contagem da radiação no ato cirúrgico, guiando o cirurgião para a localização exata do linfonodo sentinela, primeiro linfonodo a receber a drenagem linfática de determinado sitio tumoral, isto é, primeiro lugar a receber a metástase da doença.

Os médicos que estiveram à frente do procedimento foram os cirurgiões oncológicos Dr. Carlos Daniel Antonello e o Dr. Luiggi Leonardi, cooperados da Unimed Vale do Sinos. Conforme explicou Antonello, o Gama Probe é essencial na busca pelo linfonodo sentinela. “Após a localização do primeiro linfonodo, ele é removido e o patologista vai nos dizer se há ou não metástase”, conta. “Quando não há metástase, significa que o melanoma ainda está localizado. Se há metástase, quer dizer que o melanoma já saiu da região onde ele nasceu na pele e foi para o primeiro linfonodo, é o linfonodo sentinela, aquele que recebe a drenagem de um determinado sítio”, completa.


Dr. Luiggi Leonardi e Dr. Carlos Daniel Antonello


No momento em que é feito o diagnóstico do melanoma, ele apresenta algumas características. “A principal delas é o quanto ele infiltrou na pele, ou seja, sua espessura”, explica. “Quando ele apresenta espessura maior que 1 mm, tem a indicação de realizarmos esse procedimento, a espessura, chamada de Breslow, é um dos critérios adotados na definição dessa técnica ”, completa o cirurgião. Nesses casos, é necessária a infiltração de um radiofármaco. “Após a infiltração do medicamento no local onde foi removido o melanoma, vamos ver, por um processo de linfocintilografia, que vai detectar qual o sítio de linfonodos e vai nos permitir encontrar o primeiro linfonodo que capta uma possível metástase daquele sítio”, explica Antonello.


Alta incidência de melanoma da região

Conforme o cirurgião oncológico, Dr. Carlos Daniel Antonello, existem três tipos de câncer de pele, que podem ser divididos entre os carcinomas e o melanoma e ele faz um importante alerta à população da região. “A região do Vale do Sinos é uma das maiores incidências de melanoma da América Latina e ele é um câncer que tem uma alta letalidade, dependendo de quando é feito a descoberta. É um câncer de pele que, quando realizado o diagnóstico precoce, tem uma chance de cura maior do que 90%, mas se não realizado esse diagnóstico de maneira rápida, a chance da pessoa ir à óbito devido ao tumor é considerável”, alerta.

“Já os carcinomas são cânceres bem mais frequentes e podemos considerar que 30% de todos os tipos de câncer são decorrentes desse subtipo”, alerta o profissional.

Todos os tipos de cânceres de pele estão relacionados com exposição excessiva ao sol sem devida proteção, pele clara, múltiplos nevos, histórico familiar e pessoal de câncer de pele.


Cirurgião ao lado do Gama Probe


Fonte: Unimed VS

https://unimedvs.com.br/noticias/noticias-de-2021/hospital-unimed-vale-do-sinos-realiza-importante-procedimento-para-remoo-de-melanoma