gtag('config', 'AW-744083149');
 
5ae698f87915cc5250241bddb9b546e1_XL.jpg

Especialidades Médicas

Cirurgia de Pele

Existem 3 tipos principais de tumores malignos de pele: carcinoma basocelular, carcinoma epidermóide e melanoma. Todos estão relacionados com exposição excessiva ao sol sem a devida proteção (principalmente as queimaduras repetitivas quando jovem), pele clara, múltiplas pintas, histórico familiar e pessoal de tumores de pele.  Algumas características principais sobre cada um deles devem ser salientadas:

 

Carcinoma Basocelular

É o tipo mais comum e menos agressivo, porém pode se apresentar como tumores grandes que invadem os tecidos vizinhos, necessitado de cirurgias com reconstrução no mesmo ato cirúrgico. Dificilmente gera metástases para outros órgãos. 

pele-2.jpg

Carcinoma Epidermóide

Pode gerar metástases, principalmente em linfonodos (ínguas) e pulmões. Seu correto diagnóstico é essencial, pois cirurgias múltiplas podem ser necessárias para realizar um tratamento completo. Em casos avançados, a cirurgia pode ser complementada com quimioterapia e radioterapia.

 

Melanoma

Esse é um dos tumores mais agressivos dentre todos os tipos de câncer que existem (de qualquer parte do corpo além da pele). Merece muita atenção, pois tem um tratamento complexo e em etapas. No mundo, o Melanoma é o responsável por mais de 55 mil óbitos por ano. O Rio Grande do Sul possui uma das maiores incidências mundiais de Melanoma, ficando atrás somente da Austrália, América do Norte e Nova Zelândia. O tratamento do melanoma invasivo deve incluir, necessariamente, a ampliação de margens (retirar mais pele ao redor de onde iniciou o tumor), pesquisa de linfonodos (para garantir que não houve disseminação para as “ínguas”) e exames de rastreamento para excluir a metastatização para outros órgãos.  Um profissional especializado é fundamental, pois os pilares para vencer o câncer são baseados em diagnóstico, tratamento e acompanhamento corretos.